LABONEWS | Vamos falar sobre Veganismo?

Vamos falar sobre Veganismo?

post-veganismo-04112019

O dia mundial do veganismo ou, como é chamado em inglês, world vegan day, é celebrado todo 1º de novembro, com o objetivo de promover a conscientização sobre o que é o veganismo e comemorar o aumento de adeptos que, ano pós ano, deixam de ingerir, utilizar ou maltratar qualquer tipo de animal.

É interessante aproveitar a ocasião para lembrar a diferença entre vegetarianos e veganos:

  • vegetarianos não ingerem apenas as carnes de animais, mas continuam consumindo seus derivados, como leite, queijo, ovos, manteiga, entre outros;
  • já os veganos têm uma filosofia de vida em que, além de não consumirem carne de animais, não consomem seus derivados, pois acreditam que os animais passam por maus tratos até que o homem retire deles o que acaba virando “produtos”.

Os veganos também não utilizam nenhum tipo de couro animal (somente sintético) e não frequentam, muito menos apoiam, locais que potencialmente maltratam os bichinhos, como o circo. Além disso, esses indivíduos buscam estabelecer uma conscientização sobre a preservação do meio ambiente e da natureza de modo geral.

Esse novo estilo de vida e de dieta faz com que os adeptos busquem alimentos e modos de preparo diferentes daqueles utilizados pelos consumidores de carne. Porém, esse hábito acaba dificultando as refeições fora de casa, pela falta de opções nutricionalmente boas e com variedade, e também a compra de produtos industrializados prontos para consumo, pois até pouco tempo os fabricantes consideravam que esse segmento vegan era um nicho de mercado que pouco seria explorado.

Estudos realizados por órgãos conceituados como a FAO apontaram um grande crescimento do número de habitantes no planeta até 2050. A partir daí concluiu-se que, se os hábitos alimentares e de vida das pessoas não mudarem como um todo agora, provavelmente teremos um grande problema tanto no meio ambiente, quanto na falta de alimentos de origem animal.

Com essas afirmações, as indústrias começaram a se preocupar com o desenvolvimento de tendências mais limpas e mais viáveis ao meio ambiente, trazendo aos consumidores veganos alguns ganhos pois, além de uma preocupação com a emissão de gases, as empresas produtoras entenderam que a mudança de hábitos alimentares também é necessária e que é preciso aumentar o consumo de vegetais, encontrando substitutos para os nutrientes dos produtos animais.

Dessa forma, iniciou-se uma busca por novos ingredientes que fossem equivalentes aos itens obtidos originalmente de fonte animal, como a proteína vegetal de ervilha e as proteínas cereais. E hoje já é possível encontrar diversas companhias que compartilham de algumas ideias veganas, como fazer do mundo um lugar habitável daqui alguns anos.

No mercado, já conseguimos observar um movimento pela busca de novos produtos que sejam mais saudáveis e sustentáveis, além do aumento de foodtechs e startups que trabalham em cima de inovações e pesquisas tecnológicas para seguir em frente nesse segmento com foco no futuro, não apenas do ponto de vista alimentício.

Pensando nessa nova realidade e nesse mercado crescente, a Labonathus oferece diversas soluções que atendem todos os critérios necessários para uma atenção completa à esse perfil de consumo. Entre em contato conosco e conheça como podemos enriquecer o seu projeto com o nosso portfólio!


Por labonathus | São Paulo 04 de novembro de 2019 |